Hamilton torce por corrida no estilo Bahrein para superar Rosberg

Vice-líder reconhece que não foi bem na classificação, mas acha que pode virar o jogo e bater o companheiro

Ele é o piloto de maior sucesso no Circuito Gilles Villeneuve entre os que estão em atividade na Fórmula e nunca havia sido superado por um companheiro na classificação no GP do Canadá, mas o próprio Lewis Hamilton reconheceu após o segundo posto na definição do grid que não foi bem na última parte da classificação e abriu a brecha para Nico Rosberg fazer a pole.

[publicidade]A postura do inglês, contudo, foi bem mais positiva do que a demonstrada há duas semanas, quando acreditava que o companheiro havia saído da pista de propósito para causar bandeiras amarelas e prejudicá-lo na classificação para o GP de Mônaco.

“Não executei o Q3 da maneira que gostaria, mas Nico fez um grande trabalho e ainda estou animado para a corrida”, reconheceu o vice-líder do campeonato ao TotalRace. “Só tenho de fazer um trabalho melhor.”

Também diferentemente do que aconteceu em Mônaco, a expectativa do piloto da Mercedes é de uma luta aberta pela vitória. “Tomara que tenhamos uma corrida mais como o Bahrein e eu tenha oportunidades de superá-lo. Ainda não sei como posso fazer isso, mas tenho de descobrir.”

Falando sobre os pneus, Hamilton se mostrou mais preocupado com a primeira parte da corrida, em que utilizará os pneus de maior desgaste.

“Os pneus supermacios não são tão consistentes para este tipo de circuito, então deve ser um primeiro stint mais complicado mas, depois, com os macios, a questão é o graining. Vamos ver o que acontece.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias