Hamilton: "Vettel não gostou de ser ultrapassado por mim"

Inglês era retardatário quando ultrapassou alemão em Hockenheim, provocando a ira do representante da Red Bull

Lewis Hamilton dá autógrafos aos fãs em Hungaroring

Diretamente de Hungaroring, Lewis Hamilton respondeu as acusações de Sebastian Vettel pelo episódio envolvendo os dois pilotos no GP da Alemanha de F-1, no último domingo.

Após ter o pneu furado na segunda volta, Hamilton perdeu bastante tempo e uma volta em relação aos líderes, mas buscou descontar esta desvantagem e, nisso, acabou ultrapassando Vettel, que se queixou muito da atitude do inglês.
 
Vettel disputava a liderança com Alonso e ambos estavam às vésperas da abertura da janela de pit stops, acusando o inglês de tê-lo atrapalhado acintosamente. Hamilton, por sua vez, deu sua versão dos fatos.
 
"Conversei com a equipe e perguntei o que eles queriam que fizesse. Não queria arriscar e ficar no caminho de Jenson. O time disse para eu encostar e assumir esse risco ou tentar tirar a volta. Foi o que fiz", conta, afirmando que não poderia abrir mão da corrida tão cedo.
 
"Não importa se sou primeiro ou último, sou um piloto e corro onde estiver. Mesmo se não tiver chance alguma de somar pontos, sou pago para andar forte o tempo todo. Sei o que a equipe espera de mim. Se desistisse e ficasse passeando na pista, acredito que seria demitido", conta.
 
"É uma corrida tática. Você sabe que Sebastian é um piloto esperto. Não é como correr contra qualquer um. Você sabe que ele não faria algo estúpido e eu também não iria fazer nada assim. Ele apenas não gostou de ser ultrapassado por mim. Não esperaria nada diferente dele", completa.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias