Heidfeld larga em último lugar, consegue pontuar e se diverte

Alemão garante que, se a corrida tivesse mais uma ou duas voltas, ele teria passado os dois carros da Mercedes

Heidfeld deixa pelotão do fundo para trás

Evoluir 12 posições em uma corrida em que ultrapassar não é tão fácil. A oitava posição de Nick Heidfeld no GP da Espanha mostrou que a classificação, realmente, não foi tão importante, se levar em conta que seu parceiro, Vitaly Petrov, largou em sexto e chegou em 11°.

"Estou satisfeito com o oitavo lugar, depois de partir do fim. Assim como na Turquia, com uma ou duas voltas poderia ter evoluído mais duas posições e passado as Mercedes, mas ainda é um ótimo resultado se você olhar minha posição de largada", comenta Heidfeld, que substitui Robert Kubica no time francês.

>> >> >> >> >> >> >> >>  
"Fiz uma boa largada, depois tive de atravessar o pelotão com muitas ultrapassagens, então posso considerar esta uma corrida divertida. Agora, estou mais feliz e tranquilo para Mônaco", comemorou o alemão, enquanto o parceiro russo admitiu a dificuldade de andar junto ao pelotão da frente.
 
"Estou naturalmente desapontado por não fazer melhor uso de minha posição no grid e somar pontos. Consegui subir para quinto no começo, mas foi difícil chegar na turma da frente, que era onde queria estar. Pelo menos, a equipe somou mais pontos com Nick", analisa o russo.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Nick Heidfeld , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias