Helmut Marko minimiza prejuízo com mudança de regra

Consultor da Red Bull vê time na frente em Silverstone mesmo com a proibição dos difusores soprados

Eficiência do carro da Red Bull vai além da aerodinâmica, garante Marko

A Red Bull está no centro da polêmica sobre a proibição dos difusores soprados na Fórmula 1. Muitos no paddock apontam que a medida foi feita para minar o domínio da equipe na temporada. Para entender seu ponto de vista, o TotalRace ouviu o consultor da equipe Helmut Marko. E ele acredita que a distribuição de forças permanecerá inalterada.

“Acho que não vai mudar muita coisa. Vamos ter ainda três equipes na frente, que são Red Bull, McLaren e Ferrari. Acho que em pistas onde a aerodinâmica é relevante, como Silverstone ou Nürburgring, estaremos novamente em vantagem”, apontou.

Marko calcula em meio segundo o prejuízo do RB7. Mas acha que algumas equipes perderão mais do que isso e outras, menos. Fundamentalmente, demonstra tranquilidade no fato de que o carro da sua equipe continuará sendo superior. “Por enquanto, é só especulação, porque não sabemos o quanto as outras equipes tinham esse dispositivo desenvolvido. Pela nossa simulação, dá para imaginar que haverá um custo de meio segundo por volta. Mas nós temos um carro bom em todas as áreas: aerodinâmica, mecânica e por aí vai. Acho que, mesmo se perdermos um pouco de performance em uma área, o nosso desempenho em geral não mudará muito”.

O dirigente deixa claro não acreditar muito em uma motivação técnica para a proibição dos difusores soprados. Mas garante que a Red Bull vai superar qualquer tipo de prejuízo esportivo que venha a sofrer. “Faz parte do jogo político da F-1. Não dá para influenciar, é preciso apenas reagir. A mudança veio de surpresa e nosso carro realmente era um dos mais desenvolvidos nessa direção. Agora resta que nossa equipe técnica reaja a isso”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Tipo de artigo Últimas notícias