Hispania “cumpre” a promessa e fica à frente da Virgin

Vitantonio Liuzzi supera Glock e D’Ambrosio em apenas uma volta lançada, após passar a segunda sessão inteira nos boxes

Hispania deixou a Virgin comendo poeira nos treinos de hoje

A Hispania chegou à China falando em superar a Virgin e, ao menos no final dessa sexta-feira de treinos livres, foi o que aconteceu. O indiano Narain Karthikeyan, que terminou o dia em 20º, se mostrou confiante.

“Experimentamos diversos acertos, foi um dia produtivo. Vamos tentar melhorar amanhã para vermos até onde podemos chegar. Estou feliz com a quantidade de voltas que conseguimos dar”, destacou o indiano por meio da assessoria de imprensa da Hispania.

Karthikeyan deu 48 voltas nesta sexta-feira, enquanto o companheiro Vitantonio Liuzzi teve problemas e, depois de dar 18 voltas pela manhã, completou apenas três pela tarde.

“O carro estava ótimo pela manhã, quando usamos alguns updates que devemos colocar no carro definitivamente na Turquia. Infelizmente, à tarde tive problemas hidráulicos e só pude fazer uma volta. O tempo não foi ruim, então temos que estar animados para a classificação amanhã”, disse o italiano, que, mesmo assim, terminou o dia em 21º, também à frente das Virgin.

Glock teve problemas mecânicos na primeira sessão e só foi para a pista nos 10 minutos finais, terminando em 22º, duas posições atrás do companheiro Jerome D’Ambrosio. Na segunda parte do treino, a cena se repetiu, com o alemão parado nos boxes consertando o motor. Acabaram o dia em 23º e 22º. Crucialmente, atrás das duas Hispania.

“Não foi um ótimo dia. Não andamos muito hoje e tivemos vários problemas técnicos. Não consegui fazer trabalho algum de acerto, o que é extremamente frustrante”, reclamou Glock por meio da assessoria de imprensa da equipe.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Narain Karthikeyan , Vitantonio Liuzzi , Timo Glock
Tipo de artigo Últimas notícias