“Homenagem a Bianchi afetou Kvyat antes da largada”, diz chefe

Christian Horner diz que precisou acalmar piloto russo de 21 anos antes da partida do GP da Hungria deste domingo

O melhor resultado da carreira de Daniil Kvyat fez apagar sua emoção antes de entrar no carro para a largada do GP da Hungria. Quem conta isso é seu chefe na Red Bull, Christian Horner. Segundo ele, o russo ficou muito emotivo após o tributo a Jules Bianchi.

"Estava vendo ele no início em toda a homenagem ao Bianchi. Isso causou a ele muitos problemas. Ele ficou muito emocional antes de entrar no carro", disse Horner.

"A homenagem a Jules afetou muito o psicológico e as cabeças dos pilotos - Danny, em particular, achou tudo muito duro. Acho que ele levou algumas voltas para ele se acalmar e entrar na corrida. Mas foi uma grande homenagem a Jules ".

As primeiras voltas da Kvyat foram comprometidas pelo fato do russo ter travado as rodas dianteiras chegando à primeira curva, o que causou grandes vibrações em seu carro. Depois ele ainda ficou preso atrás da Force India de Nico Hulkenberg.

Ele reagiu mal quando teve uma ordem da equipe para deixar passar Daniel Ricciardo, que havia sido prejudicado por um duelo na primeira curva com Valtteri Bottas, e até mesmo condenou a atitude de seu pitwall no rádio antes de deixar seu companheiro passar.

Kvyat chegou em segundo e dedicou sua corrida a Bianchi: "perdemos um cara fantástico, nossos corações e pensamentos estão com ele e sua família"

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pista Hungaroring
Pilotos Daniil Kvyat
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias