Horner, chefe da Red Bull: "Vettel pilotou melhor do que nunca"

De último para sexto: após toque na primeira volta, alemão se recuperou e conquistou seu tricampeonato mundial de F-1

A Red Bull não esperava um drama tão grande no GP do Brasil, a última corrida do ano. Com Vettel sendo tocado ainda na primeira volta e ter caído para último, e com o outro postulante ao título Fernando Alonso ultrapassando quatro carros na primeira volta e se posicionando dentro do pódio, posição que lhe daria o título, o jovem alemão da equipe rubrotaurina conseguiu dar a volta por cima, terminar em sexto e sagrar-se tricampeão, arrancando muitos elogios de seu chefe de equipe Christian Horner:

"Foi um final inacreditável de uma temporada incrível", disse Horner. "Nós sempre soubemos que o campeonato seria apertado, mas acho que ninguém poderia ter esperado o tipo de corrida que tivemos."

"Mas, para ter conseguido seu tricampeonato, Sebastian Vettel teve que pilotar melhor do que nunca, nunca desistindo, como vimos nesta corrida."

"Depois de ser sofrido um toque e caído para último, ele lutou e nunca desistiu. Com chuva e sem chuva, muitos incidentes, rodadas, o rádio que não funcionava...", finalizou, Horner.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias