Horner e pai de Webber garantem: australiano correrá na China

Após GP da Malásia, Mark Webber disse que iria pra casa repensar o futuro. Para chefe da Red Bull, foi no calor da emoção

Mark Webber acena pro público em Sepang

Nas últimas voltas do GP da Malásia, quando Webber liderava, seguido por seu companheiro, a Red Bull ordenou que ambos mantivessem as posições até o fim, para poupar equipamento e evitar qualquer acidente. Vettel, no entanto, ignorou a ordem do time e ultrapassou o australiano. Após o GP, Webber disse que aproveitaria a pausa no campeonato para ir a Austrália e repensar seu futuro. O telefone ficaria desocupado.

Foi a deixa para o chefe da Red Bull, Christian Horner descartar qualquer possibilidade de o australiano sair da equipe. “A posição do time foi clara, não houve conspiração, nem tem como manipularmos uma situação como aquela. Então, isso dele estar pensando seu futuro, é pura emoção”, acredita. “E Sebastian já pediu desculpas ao Mark pelo que fez”, completou Horner à ESPNF1.

O pai do piloto australiano, Alan, também garantiu que não haverá surpresas no GP da China e que Mark estará no cockpit da Red Bull número 2. “Nós estaremos na China para a próxima corrida”, afirmou à Australian Broadcast Corporation.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Mark Webber
Tipo de artigo Últimas notícias