"Hungaroring é um Mônaco permanente", indica De La Rosa

De volta ao circuito que lhe deu um pódio em 2006, espanhol quer confirmar evolução da HRT e bater Marussia

De la Rosa confiante para o GP da Hungria

Empolgado por ter ultrapassado a Marussia de Timo Glock no GP da Alemanha, o espanhol Pedro de La Rosa está esperançoso para a prova de Hungria, disputada em um circuito que ele gosta muito. “Hungaroring é um Mônaco permanente, há muitas curvas lentas. E é um circuito que o nosso carro deve se adaptar muito bem, pois estivemos competitivos em Mônaco. A gente vem de bom desempenho na Alemanha e dá pra fazer melhor na Hungria, então estou bastante ansioso. Tenho ótimas lembranças de lá, onde consegui um pódio em 2006”.

Para o espanhol, o importante na próxima prova é entender bem as condições da pista. “O asfalto lá melhora muito durante todo o fim de semana, a pista vai ficando cada dia mais rápida e é preciso interpretar bem isso.”

Seu companheiro de equipe, Narain Karthikeyan não conhece muito bem o circuito, mas também está otimista. “Só corri lá uma vez, em 2005 e me lembro de uma pista técnica e desafiadora. Vou ter que trabalhar duro e aproveitar ao máximo os treinos livres para me acostumar com a pista. O importante é que o carro deve se adaptar bem à pista e nós estamos empolgados com o resultado na Alemanha”, afirmou o piloto da HRT.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Pedro de la Rosa , Narain Karthikeyan
Tipo de artigo Últimas notícias