Incertezas dão o tom antes da largada do GP do Canadá

Nos últimos 11 GPs do Canadá, em apenas três vezes o pole ganhou a corrida: protagonistas falam de suas expectativas

Nos últimos 11 GPs do Canadá, em apenas três vezes o dono da pole position ganhou a corrida. É com essa estatística em mente e a lembrança de provas movimentadas no passado que a Fórmula 1 larga para sua sétima etapa do ano, às 15h, em Montreal.

Quem conhece muito bem as surpresas do circuito Gilles Villeneuve é Sebastian Vettel, que larga na ponta hoje. Em 2011, o alemão liderou até cometer um erro na última volta e ser ultrapassado por Jenson Button. Ano passado, saiu da pole para terminar em quarto após uma estratégia de pneus equivocada. “Obviamente tivemos um bom ritmo na classificação e acho que também iremos bem na corrida, mas é uma prova em que tudo pode acontecer, então está em aberto”, definiu o líder do campeonato.

Não faltam candidatos caso Vettel não consiga converter sua pole em vitória: Lewis Hamilton, segundo no grid, torce para a Mercedes não ter problemas de desgaste de pneus. “A estratégia definitivamente vai ter um papel muito importante, assim como cuidar dos pneus. Nossa degradação não parece ser muito ruim aqui, então temos de cruzar os dedos e torcer para que seja uma boa corrida.”

Concorrentes diretos de Vettel ao título, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen tiveram um sábado complicado, sofrendo com carros que não rendem bem com pista molhada. A dupla espera que a água dê uma trégua e a temperatura aumente para que tenham chances. Alonso larga em sexto e Raikkonen, em décimo. “Aqui a pole significa um pouco menos porque é uma pista em que dá para ultrapassar. Acho que o pódio é possível em uma corrida no seco. Há carros não tão bons no seco que estão largando à nossa frente, então acredito que, nestas condições, podemos aproveitar melhor o potencial da Ferrari”, disse o espanhol.

Outro problema para os pilotos será compreender as condições de pista, pois choveu por boa parte dos treinos até aqui e a expectativa é de tempo seco para a prova. “Será uma corrida de muita leitura, todos tentando entender a pista”, destaca Vettel. “Acredito que teremos uma boa parte da prova no seco e, pelo que vi nos treinos, estamos bem também nessas condições. Provavelmente teremos uma corrida com muitas ultrapassagens, como costuma ser aqui, por isso, mesmo felizes com a pole, sabemos que os pontos não são distribuídos no sábado”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Fernando Alonso , Lewis Hamilton , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias