Invasão de pista em Marina Bay preocupa chefes de equipe

Christian Horner e Toto Wolff falam sobre perigos para segurança de piloto e público que invasões de pista podem gerar

O momento mais inusitado do GP de Cingapura - a invasão de pista na 37ª volta - continua a preocupar os chefes de equipe na F1.

Imagens das câmeras de segurança em Marina Bay mostram que o invasor atravessou a pista na reta entre as curvas 13 e 14 segundos antes de Sebastian Vettel passar pelo trecho - o que poderia ter causado um incidente de proporções graves.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aguarda o relatório final da direção de prova para entender com exatidão quais as brechas na segurança permitiram que o invasor atravessasse a pista sem ser contestado.

Christian Horner, chefe da Red Bull, acredita que a FIA cuidará do assunto com a devida atenção e falou sobre o homem que invadiu a pista. Parece que ele saiu direto de uma casa noturna. Isso não deveria ter acontecido, então tenho certeza que a FIA está olhando com carinho para a questão, pois é perigoso tanto para o público quanto para os pilotos", disse.

Toto Wolff, chefe da Mercedes, acrescentou que ficou bastante preocupado com a segurança dos pilotos no momento em que o homem invadiu a pista. "Ele (o invasor) deve ter tomado algumas cervejas a mais. Fiquei preocupado porque aquilo poderia ter causado um enorme acidente e foi perigoso demais para os pilotos. Não sei como ele conseguiu entrar", afirmou Wolff.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pista Singapore Street Circuit
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags horner, wolff