Investigação do acidente de Maria De Villota não terá nenhuma outra ação

Ex-piloto que sofreu um grave acidente em um teste com a Marussia em 2012, morreu um ano depois, com complicações neurológicas

A investigação sobre o acidente da ex-piloto de testes da Marussia, Maria De Villota não terá nenhuma outra ação. Os investigadores analisaram as circunstâncias do acidente e decidiram não tomar mais nenhuma atitude.

De Villota bateu contra um caminhão, durante um teste com o carro da Marussia, em Duxford Airfield, em 2012. Em consequência do acidente, a espanhola perdeu um olho e ficou impedida de voltar a pilotar.

Um ano depois, por conta das lesões que sofreu, a piloto morreu, com 33 anos de idade.

Tanto a Manor (atual detentora dos direitos da Marussia) e a família da piloto, já foram informadas da decisão.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Maria de Villota
Equipes Manor Racing
Tipo de artigo Últimas notícias