Kimi chama Perez de "estúpido" e Alonso vê "lição"

Depois de cair de quinto a décimo por colisão com mexicano, finlandês não aliviou para cima do piloto da McLaren

A agressividade de Sergio Perez durante o GP de Mônaco deu o que falar depois da prova. O mexicano começou a corrida se estranhando com o companheiro Jenson Button, depois foi para cima de Fernando Alonso e, depois de um duelo de várias voltas e alguns encontrões na chicane da saída do túnel, furou o pneu traseiro esquerdo da Lotus de Kimi Raikkonen, tirando o quinto lugar do finlandês.

Ao TotalRace, Perez afirmou que Raikkonen poderia ter evitado o choque. “Tem que dar espaço e o Kimi me colocou no muro na entrada da curva. Daí não tinha muito o que fazer. Ele tem o seu ponto de vista e eu tenho o meu. Acredito que, se ele tivesse me dado espaço, não teria acontecido absolutamente nada.”

Raikkonen não se conformou com a opinião do mexicano e disse que apenas fez o que o próprio Perez está acostumado a fazer.

“Ele vem e me bate por trás, então obviamente não faz ideia do que está falando. Ele fica fechando todo mundo o tempo inteiro, então deveria esperar que quem vai à frente mantenha a tangência da curva.”

Os dois tiveram um problema semelhante, mas com as posições invertidas, durante o GP da China: o finlandês tentou a ultrapassagem, o mexicano fechou a porta e a Lotus teve o bico danificado.

Bastante irritado com Perez, Raikkonen afirmou que o mexicano ultrapassa os limites da agressividade.

“É estúpido quando você chega forte demais na curva, sabendo que não vai conseguir contorná-la, para obrigar o outro a ir reto também. Tudo bem ser agressivo, mas você também precisa ser esperto e ele está longe disso. Perdi pontos para Alonso e para Vettel por causa daquela manobra estúpida.”

No caso de Alonso, Perez colocou por dentro na chicane e o espanhol, para evitar o choque, cortou a chicane. Os comissários determinaram que o ferrarista devolvesse a posição, decisão com a qual o piloto disse concordar. Mas o bicampeão salientou que se sentiu obrigado a adotar a postura defensiva por estar lutando pelo campeonato.

“É fácil quando se luta para ser 11º ou 12º, como tem acontecido com Button e Sergio, se lançar quando chega a oportunidade. Eu também fazia isso em 2008 e 2009, quando não tinha mais nada para fazer. Se não me afasto de Perez na chicane, batemos; se não levanto, bateria com Sutil na Loews. Eles não perdem nada e eu perco seis pontos preciosos no campeonato e não desconto cinco em relação a Kimi. A agressividade de Sergio no Bahrein foi boa para ele, aqui não deu tão certo e veremos se é uma lição.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Kimi Raikkonen , Fernando Alonso , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias