Kimi vê carro da Lotus ainda fora do limite em Monte Carlo

Finlandês considera tarde de hoje positiva; Grosjean lamenta batida na St. Dévote durante o treino da tarde

Räikkönen chega à Loews

Räikkönen ainda não vê seu E21 no máximo que pode alcançar em Mônaco. O piloto do carro sete crê que, com os dados coletados durante o dia de hoje, sobretudo à tarde, quando seu carro estava perfeito, será possível melhorar o acerto para a classificação.

“Estou muito mais feliz agora do que no fim desta manhã. Gastamos a primeira sessão acertando o volante de maneira correta, porque não estava bom no começo”, falou.

“Depois, mudamos algumas coisas no carro e ele ficou bem melhor. Ainda temos algumas áreas para melhorar, mas melhorou muito durante o dia. Para fazer a pole temos que melhorar o carro um pouco no geral. Preciso também ser mais rápido. Vamos ver o que acontece.”

Já o companheiro, Romain Grosjean, acabou errando no treino da tarde e bateu contra o muro da primeira curva de Monte Carlo, a St. Dévote.

“Depois de um bom início, foi realmente uma pena como as coisas acabaram para mim. Não tive a aderência que esperava chegando à curva, mas não havia nada de errado com o carro. Minha frenagem e velocidade na curva estavam erradas e acabei no muro. Não conseguiria ir para a área de escape”, relatou.

“Temos um bom carro aqui e ele nos dá a confiança irmos ao limite. Mas eu passei do limite. Sinto pela equipe e definitivamente devo a eles um drink pelo trabalho até sábado.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias