Kovalainen é destaque das nanicas e passa para o Q2 em Sakhir

Finlandês deixou para trás nomes como Vergne, da Toro Rosso, e Schumacher, da Mercedes; De la Rosa também vai bem

Heikki Kovalainen em Sakhir

Heikki Kovalainen, Caterham, 16°: "Foi uma excelente classificação. Foi um bonus real entrar no Q2, mas já vimos pela manhã que estamos próximos de alguns carros e achamos que, com o calor e o vento, poderíamos usar os pneus macios para o Q2, o que funcionou. Além disso, economizamos um jogo de pneus, pois a administração deles terá um grande papel na corrida. No geral, estou feliz pela equipe. Trabalhamos muito por isso, progredimos no inverno e sabíamos que poderíamos dar um resultado como este."

Jean-Eric Vergne, Toro Rosso, 19°: "Não entendo o motivo de tanta lentidão neste sábado, ainda mais pelo fato de o carro estar bem pela manhã e a performance de Daniel ter demonstrado isso. Estou ansioso para ver os dados com os engenheiros e entender o que aconteceu. A pista estava mais quente durante a tarde, mas não acredito que seja por isso."

Vitaly Petrov, Caterham, 20°: "Estou consideravelmente contente com as coisas hoje, visto que tive problemas com o assoalho no treino livre, o que custou tempo e nos impediu de conquistar um equilíbrio nos pneus macios para explorar a classificação. Os carros não se mostraram bem com os pneus option, mas acho que foi um problema de equilíbrio. Acho que amanhã pode ser um dia bom para nós."

Charles Pic, Marussia, 21°: "Não foi um dia fácil, mas estou bem feliz com o resultado. A tarde foi muito mais quente que a previsão indicava, e a degradação dos pneus foi pior nos traseiros. Precisamos administrar isso. Mas, no geral, a equipe fez um bom trabalho. A corrida será difícil, pois já sabemos que teremos problemas de degradação e precisaremos ser conservadores."

Pedro de la Rosa, HRT, 22°: "Estou muito feliz, para ser honesto. Não esperávamos ficar à frente de uma Marussia, então isso é bem satisfatório. A degradação dos pneus será alta e sabemos que será um dia de três ou quatro paradas. Sofreremos, mas será igual para todos."

Timo Glock, Marussia, 23°: "Não foi um sábado muito bom. Falhamos muito em termos de equilíbrio, com muita falta estabilidade na traseira quando freava. A volta em si não foi ruim até a curva 13, quando cometi um erro crasso. Salvamos pneus, o que é bom, mas a falta de establidade me preocupa para a corrida."

Narain Karthikeyan, HRT, 24°: "Hoje progredimos e o carro estava bom, mas errei na classificação, o que me custou tempo. Amanhã é outro dia e a corrida será bem difícil, por conta da grande degradação dos pneus."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Tipo de artigo Últimas notícias