Kovalainen elogia pista de Buddh, mas não espera muito do carro

Finlandês está preocupado com melhora da Marussia. Petrov se empolga com traçado e fala que chave estará nos pneus

Kova durante o GP da Coréia

O circuito é ótimo, mas o carro continua o mesmo. É com essa expectativa que o finlandês Heikki Kovalainen está indo para o GP da Índia que acontece neste final de semana. O piloto da Caterham, que correu em Buddh no ano passado e terminou na 14ª colocação elogiou o traçado, mas deixou claro que não tem como esperar muito de seu carro. "É a segunda vez que corro na Índia e estou animado em voltar lá. No ano passado todos ficamos impressionados com o circuito, que tem uma interessante mistura de curvas. Não é o que temos visto em outros circuitos novos e acho que todos nós gostamos”, elogiou.

"Em termos de performance para a corrida, somos realistas sobre o que podemos fazer na Índia, mas isso não significa que não estamos trabalhando duro para continuar progredindo”, disse o piloto que parece preocupado que a equipe deixe de ser, em desempenho bruto, a melhor das nanicas.  “Os caras atrás de nós estão lutando forte. Precisamos garantir nossa posição e tirar proveito de qualquer problema à frente”.

Vitaly Petrov, seu companheiro de Caterham, também revelou gostar muito da pista asiática. "A pista indiana é das boas! É muito suave, agradável e bem ampla, o que nos permite tomar linhas diferentes em cada curva. Gosto muito do setor com as curvas 5 e 6, em que entramos de forma rápida para depois frear na chicana. A superfície da pista em si é bastante semelhante à Coreia e irá evoluir durante o fim de semana. Na Coreia não tivemos muito tempo de pista nos treinos, então o objetivo lá será dar o maior número de voltas. Acho que a gestão de pneus será muito importante na corrida”, analisou o russo.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Heikki Kovalainen , Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias