Lauda pressiona Ecclestone por "cobertura justa" de TV

A Mercedes reclamou da transmissão do GP do Japão, que praticamente ignorou seus carros na pista e optou por exibir brigas no pelotão intermediário

Niki Lauda disse que Bernie Ecclestone prometeu a ele que os dois carros da Mercedes não serão ignorados pelas câmeras de televisão durante o final de semana do GP da Rússia. Em Suzuka, após o "blackout" da TV, o ex-piloto viajou para encontrar o chefão da F1, em Londres, e confrontá-lo sobre a situação.

Para jogar mais lenha na fogueira, Lauda disse que entende perfeitamente o porquê da emissora austríaca ORF estar reconsiderando o seu contrato com a F1:

"Você só pode ganhar dinheiro com cobertura de eventos se o serviço prestado é eficiente", disse Lauda ao jornal Osterreich.

Na visão de Ecclestone, as brigas no pelotão intermediário foram priorizadas pelo fato de que não havia disputas na frente, e isso seria chato para o telespectador. Lauda contra-atacou dizendo que o chefão da F1 "perdeu completamente o conceito sobre como cobrir uma corrida de F1".

"Ele (Ecclestone) percebeu que eles foram muito longe e prometeu que será diferente em Sochi", disse Lauda.

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias