Lewis: "Se estivesse na ponta, tinha velocidade para vencer"

Piloto da Mercedes sofreu com desgaste de pneus no meio do pelotão e terminou prova em quinto. Rosberg foi sétimo

Lewis Hamilton apareceu durante os treinos como o grande rival de Sebastian Vettel para o GP da Coreia, mas não conseguiu nem chegar perto da Red Bull do alemão durante a corrida e terminou em quinto lugar.

O inglês perdeu a segunda posição para Romain Grosjean ainda na primeira volta e depois perdeu muito tempo na pista antes de fazer sua segunda parada, tentando fazer os pneus durarem.

Porém, ouvido pelo TotalRace, Hamilton afirmou que sua corrida seria bem diferente caso tivesse largado – e se mantido – na ponta.

“O carro estava bom, eu estava me sentindo rápido. Se estivesse na liderança, por exemplo, acho que continuaria permanecer lá – tirando a fase de graining pela qual passei.”

O outro piloto da Mercedes, Nico Rosberg, chegou a flertar com o pódio, mas um problema na asa dianteira acabou provocando uma parada inesperada nos boxes. Resultado: conseguiu apenas o 7º lugar. “Foi difícil. Não conseguia acreditar no que houve com a asa. Eu estava a caminho de um lugar no pódio, após ultrapassar Hamilton, quando a asa dianteira simplesmente quebrou. Foi assustador, uma situação muito perigosa”, disse o alemão, que estava em terceiro antes do problema.

“Foi uma pena, pois o carro estava bom, eu havia conseguido achar o acerto e estava tirando o máximo possível dele, algo que ainda não havia conseguido no fim de semana. Tem sido um ano de altos e baixos para mim, mas nosso ritmo foi bom, comparado com quem chegou ao pódio e isso me deixa ansioso para a próxima corrida”, finalizou. 
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias