Lotus espera superar equipes do pelotão intermediário em 2011

Bom desempenho no GP da Malásia levou o chefe da equipe, Tony Fernandes, a reajustar seus objetivos

Heikki Kovalainen contorna uma curva durante o GP da Malásia

Com exceção de Sebastian Vettel, o homem mais feliz no paddock do circuito de Sepang ontem era Tony Fernandes, o proprietário da Lotus. Correndo “em casa”, o empresário malaio viu pela primeira vez sua equipe brigando por posições com times do pelotão intermediário. Heikki Kovalainen cruzou a linha de chegada colado no carro de Jaime Alguersuari.

“Ele fez uma corrida incrível. Mais uma volta e teria ultrapassado Alguersuari. Estávamos disputando contra uma Toro Rosso! Estou com um sorriso de orelha a orelha, foi emocionante”, afirmou numa conversa exclusiva com o TotalRace.

A performance deixou Fernandes esperançoso de voltar a sentir a mesma emoção durante mais vezes neste campeonato. “Minha meta para o Mundial de Construtores neste ano sempre foi a de ficar em décimo. Mas esta prova nos deu uma luz positiva para tentar superar alguma equipe do pelotão intermediário. Nosso ritmo de corrida foi do mesmo nível de muitas delas”, apontou.

Segundo ele, a juventude da Lotus pode contar a favor na luta para atingir esse objetivo. “O melhor é que o avanço delas será mais limitado que o nosso. Poderemos dar grandes passos, pois temos apenas 18 meses de existência e muita margem de melhora. Sempre coloquei o terceiro ano como aquele em que estaríamos no pelotão do meio, mas seria agradável se conseguíssemos isso ainda antes”, disse Fernandes.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Heikki Kovalainen
Tipo de artigo Últimas notícias