Lotus vem com updates, mas Raikkonen ainda não faz previsões

Em terceiro no campeonato, mas com um bom carro, Kimi não está satisfeito com posição: “Tomara que consigamos melhorar”

O finlandês da Lotus, Kimi Raikkonen, preferiu não criar expectativas para as atualizações que a equipe levara a Yeongam, GP da Coreia, corrida deste fim de semana. Quando indagado se ele e o chefe de equipe, Eric Boullier, estavam felizes com isso, o campeão mundial de 2007 disse: "Ele tem de estar, caso contrário não traríamos coisas novas ao carro. Veremos amanhã. Sabemos alguns números do túnel de vento e algumas cálculos, mas enquanto não andarmos na pista com eles, não saberemos quanto iremos ganhar. Espero que funcione como esperamos e que melhore nossa posição. Mas só  saberemos após os treinos de amanhã", falou Kimi ao TotalRace.

Com 157 pontos no campeonato, Kimi tirou 10 pontos da diferença para o líder Alonso no mundial após o GP do Japão, mas ainda ocupa a terceira colocação a 37 pontos do espanhol e briga mais duro com Hamilton, que está em quarto a apenas 5 pontos. Quando perguntado se a terceira ou a quarta colocação no final do campeonato lhe satisfaziam, Raikkonen foi direto: "Como sempre disse, para mim não importa se fui segundo ou décimo. Se você dissesse antes da temporada que terminaríamos aí, nós provavelmente aceitaríamos. Mas uma vez que você está indo bem, você quer sempre melhorar. Estamos tentando melhorar e tomara que consigamos melhorar".

Sem conhecer o circuito, que estreou na Fórmula 1 em 2010, ano em que tinha saído da categoria, o piloto da Lotus sequer pilotou no simulador do time, já que não esteve na Europa. "Não fiz nada. Não vou à Europa há algum tempo, então não tive oportunidades de andar. Pilotarei amanhã e espero que funcione", comentou.

Ainda falando sobre o GP do Japão, quando Alonso o culpou pelo acidente da primeira curva, que o tirou na prova, Kimi reafirmou que não tinha lugar para ir naquele momento. "Não sei [se sente-se surpreso com Alonso o culpar pelo acidente]. Cada um tem sua própria visão e opinião sobre diferentes coisas. Tentei evitar, mas infelizmente não tinha outro lugar para ir. Tem de haver duas pessoas para se envolver em uma batida, e por isso teremos sempre diferentes pensamentos. Isso faz parte da F-1. Seria fácil culpá-lo pelo acidente", finalizou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias