Maldonado acredita que não merecia levar punição por toque com Di Resta

Sem pontuar desde sua vitória na Espanha, Pastor ocupa a longínqua 11ª posição no campeonato, com 29 pontos

Toque entre Maldonado e Di Resta

O venezuelano Pastor Maldonado disse que sua punição por dar um toque em Paul di Resta foi injusta. O vencedor do GP da Espanha terminou a prova em uma distante 13ª colocação após ter de pagar um drive-through pela manobra considerada ilegal.

"Houve um pequeno toque, mas isso é uma coisa normal nas corridas. Eu perdi a posição, mas tratei de ganhá-la. Creio que não deveria receber um drive-through por isso", comentou Maldonado ao TotalRace.

Sobre a corrida, Pastor disse que a largada ruim foi responsável pela prova complicada durante o Grande Prêmio da Hungria, disputado no circuito de Hungaroring.

"Não consegui largar bem, por isso comprometi a corrida. Afinal, é muito difícil de ultrapassar na Hungria"

Após a vitória de Maldonado em maio, a Fórmula 1 já teve seis provas, mas em nenhuma delas o venezuelano conseguiu chegar à zona de pontuação.

"Esse ano tem sido bem difícil para mim, e espero que isso mude a partir da próxima corrida. Temos de melhorar em ritmo de prova, pois o de classificação está bom", finalizou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias