Maldonado lamenta erro de cálculo na pressão dos pneus

Para venezuelano mudança piorou o carro do Q1 para o Q2. Pastor ficou a 15ª posição e Bottas foi o 16º

Pastor Maldonado chegou a fazer o sexto melhor tempo do Q1, dando a impressão de que a Williams poderia chegar ao Q3, mas na segunda parte do treino o desempenho tanto dele, quanto de Valtteri Bottas, caiu. O venezuelano acabou na 15ª posição, logo à frente do companheiro de equipe. Foram os últimos do Q2, portanto.

“Nosso carro estava muito bom no Q1, mas algo mudou para o Q2. Temos que revisar a pressão que usamos nos pneus. Não sei se foi demais ou de menos, mas acho que houve algum erro de cálculo”, lamentou o piloto. “Nosso desempenho estava bom, o melhor que vimos na Williams nos últimos tempos, mas o Q2 acabou sendo nosso pior momento no fim de semana”, continuou Maldonado.

O venezuelano acredita que, corrigindo o problema da pressão nos pneus, dá pra recuperar posições na corrida. “Os tempos estão muito próximos. Vamos ver na corrida. Precisamos analisar os pneus para andar com bastante combustível e tentar recuperar posições. Acho que dá”, concluiu.

Largando em 16º, Valtteri Bottas também lamentou pelo equilíbrio de seu Williams. “O Q1 parecia bom para nós e fiquei feliz com o equilíbrio do carro. Acho que outras equipes tinham mais reserva no Q2 para termos acabado na posição em que ficamos. Há sempre coisas que você poderia ter feito melhor e não fiquei feliz com o equilíbrio no Q2. Mas a meta continua sendo chegar nos pontos.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Pastor Maldonado , Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias