Maldonado promete ataque e diz: "Mônaco não é mais como antes"

Venezuelano foi o céu ao inferno em duas semanas: após pole em Barcelona, larga em último no Principado

Pastor Maldonado percorre as ruas de Mônaco

A punição recebida por ter atrapalhado Sergio Perez no terceiro treino livre e a troca de câmbio, que fizeram com que o nono tempo na classificação se tornasse o 24º e último lugar no grid, não tiraram a empolgação de Pastor Maldonado para o GP de Mônaco deste domingo. Se a tradição indica a dificuldade de ultrapassagens, o venezuelano quer mostrar que ela já ficou para trás.

"Temos uma corrida de 78 voltas amanhã e em um ritmo muito intenso, com DRS e Kers. Não é mais a Mônaco de antigamente. É difícil, mas dá para ultrapassar", comenta.
 
"O importante é pontuar e acho que conseguimos. A corrida de amanhã será um ataque. Foi um pecado a classificação, pois estavamos competitivos. No último stint, peguei tráfego com o Massa, e isso me prejudicou muito", afirma.
 
Maldonado também opina sobre qual tipo de pneus fará a maior diferença na corrida: "Creio que serão os macios, vamos ver. Tudo depende."
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias