Massa aprova nova regra sobre capacetes: "É segunda cara"

Pilotos da Fórmula 1 estão proibidos de mudar o desenho de seus cascos durante a temporada

A decisão de banir que os pilotos mudem o desenho de seus capacetes dividiu opiniões no paddock da Fórmula 1 durante os testes de pré-temporada realizados em Barcelona, na Espanha. O brasileiro Felipe Massa, contudo, foi um dos que apoiou a nova determinação, que ainda precisa ser ratificada pela Federação Internacional de Automobilismo para ser oficializada.

[publicidade] “O capacete é como seu segundo rosto”, argumentou o piloto da Williams. “Não entendo por que você precisa mudar isso o tempo todo.”

Apesar de usar uma pintura bastante característica, com tons de azul e verde, o próprio brasileiro já utilizou capacetes comemorativos, com pinturas diferentes, especialmente no GP do Brasil. Em sua despedida da Ferrari, em 2013, por exemplo, usou um capacete com tons de vermelho.

Outro dono de um capacete marcante nos anos 1970 e 1980, o tricampeão Niki Lauda, também apoiou a determinação. “Acho que a regra faz sentido. Às vezes eu nem reconheço meus pilotos no carro”, disse o diretor não-executivo da Mercedes.

Quem não gostou da mudança foi o presidente da Associação de Pilotos de GP, Alex Wurz. “Sou fã de consistência, mas fala sério! Qual será a próxima? Regras de corte de cabelo?”, ironizou. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias