Massa aproveita final de ano para buscar rendimento perdido

Brasileiro aproveita para criticar novamente atuação dos comissários na Índia e pede mais consistência nos julgamentos

Massa não acredita em revolução em Abu Dhabi

Atrás de Red Bull e McLaren da metade do ano para cá, a Ferrari não espera grandes revoluções no GP de Abu Dhabi. Mas, enquanto a equipe trabalha no carro do ano que vem, Felipe Massa está usando essas últimas provas para ir se acertando após um ano ruim – e aproveita para dar suas dicas em relação ao que a FIA pode fazer para evitar erros de julgamento.

“É difícil dizer como o carro vai estar aqui, até porque vimos nas outras corridas que havia carros mais rápidos. Temos de esperar até depois da classificação, até porque não é um lugar em que chegamos com coisas diferentes. Estamos com o mesmo carro é esperar para ver como ele vai se comportar aqui”, afirmou ao TotalRace em Abu Dhabi.

O circuito de Yas Marina traz lembranças para lá de incômodas para a Ferrari, após a perda do campeonato ano passado, mas o brasileiro quer deixar tudo para trás.

“Não é um lugar em que a Ferrari teve sucesso ano passado. Foi uma corrida difícil, na qual meu companheiro perdeu o campeonato, mas um ano é sempre diferente do ano e vamos tentar um bom resultado dessa vez.”

Mas o que Massa não quer que passe em branco é a punição sofrida no GP da Índia, quando recebeu um drive through após contato com Lewis Hamilton.

“Acho que o que aconteceu na última corrida não foi certo. O que eu fiz não foi nada de errado e me penalizar por isso me deixou muito chateado. Isso é um ponto que não pode acontecer. Quando eu cometo um erro, sou o primeiro a dizer, como fiz minha vida inteira. Mas na última corrida o erro não foi meu, foi dos comissários.”

O brasileiro acredita que uma maior estabilidade na formação do grupo de comissários que analisa as punições ajudaria a melhorar a consistência.

“Acho interessante a ideia de ter algo que torne as coisas constantes para sabermos o que fazer na pista. Mas a gente não pode fazer uma coisa que sabe que é certa e as pessoas enxergarem como errada. É importante que os comissários sejam sempre constantes, sempre igual. Se em uma corrida você muda de direção três vezes na reta e é penalizado e na outra não, é porque tem coisa errada. É importante que isso não aconteça.”

Estabelecendo suas metas, imediatas e para o futuro próximo, o piloto da Ferrari reconhece que precisa melhorar.

“Um pódio para 2011 – se fosse em primeiro lugar, melhor ainda – e já pensando em 2012 para ter um ano bem diferente do que foi esse. Não foi um ano bom, não conseguimos fazer o carro que esperávamos. Logo na primeira prova vimos que os outros estavam mais rápidos. Temos de trabalhar muito para melhorar o ano que vem, não só do lado do carro, mas meu também. Melhorei muito em classificação da metade do ano para cá, mas em corrida sempre aconteceu alguma coisa. Muitas vezes nesse ano não obtive o resultado que deveria porque alguma coisa aconteceu e acho que isso tem de mudar também para o ano que vem.”

(colaborou Luis Fernando Ramos, de Abu Dhabi)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Abu Dhabi GP
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias