Massa defende que Hamilton merece punição forte "para ver se aprende"

Brasileiro abandonou o GP de Mônaco após colisão com o piloto inglês, que foi penalizado

Massa não marcou pontos nas últimas três corridas

Após abandonar o GP de Mônaco como resultado de uma colisão com Lewis Hamilton, Felipe Massa foi duro ao criticar a postura do inglês, que se disse injustiçado pela punição que recebeu devido ao acidente. Questionado pelo TotalRace sobre a reação do piloto da McLaren, o brasileiro não poupou críticas.

“É engraçado isso, muito engraçado. Tá sofrendo... Pergunta para o Maldonado o que ele acha do Hamilton. Para mim, ele tem que ser penalizado e tem que ser forte, senão ele não aprende. Por tudo o que ele fez tinha que ser desclassificado no mínimo.”

O brasileiro colocou 100% da culpa pelo acidente que o tirou da prova no inglês.

“Eu estava atrás do Webber e à frente do Hamilton. Ele tentou me passar na curva mais lenta do circuito, onde não dá para ultrapassar, jogou o carro para cima de mim. Freei mais dentro para tentar contornar a curva, mas ele bateu em mim e eu bati minha asa dianteira no Webber. Na hora que a gente chegou no túnel, não consegui fazer a curva. Na hora que eu entrei na sujeira da parte externa parecia uma praia e acabei batendo. Mas tudo por causa do que aconteceu na curva seis.

Eu estava na frente no túnel e ele estava tentando me ultrapassar porque estava lento, não conseguia virar porque tinha perdido parte da asa dianteira.”

O piloto da Ferrari, após três corridas seguidas sem marcar pontos, já admite que daqui em diante já não corre pelo campeonato.

“Tem que entrar na corrida pensando no melhor, como fiz aqui. Acabei abandonando por um outro motivo. Vou para o Canadá de cabeça erguida e tentar fazer o melhor número de pontos para a equipe.”

(colaboraram Luis Fernando Ramos e Felipe Motta, de Mônaco)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Lewis Hamilton , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias