Massa diz que poderia ter vencido e reclama de Perez: "Saiu barato"

Brasileiro vê chance perdida por erro no box e revela medo com batida: "Achei que poderia ter machucado"

Após um GP do Canadá em que viveu praticamente de tudo – da liderança ao medo por um acidente com consequências mais graves – um ao mesmo tempo aliviado e decepcionado Felipe Massa foi ouvido TotalRace em Montreal horas depois da corrida. Bastante irritado com Sergio Perez pelo acidente que lhe tirou da prova na última volta, quando lutava por quarto lugar, o piloto da Williams acredita que perdeu uma chance de vencer no Circuito Gilles Villeneuve.

[publicidade]“Foi uma grande oportunidade perdida. Poderíamos até ter vencido a corrida porque, com ar livre, eu era o mais rápido da pista. Tínhamos um carro excelente, era uma ótima pista para nós. Estou muito decepcionado. Sem o problema que tivemos no pit stop, era totalmente possível estar à frente de Ricciardo. Eu acabei tendo de forçar mais depois da parada porque eu estava muito longe. Não fosse isso, talvez até eu pudesse ter parado só uma vez porque os pneus estariam menos gastos.”

Massa refere-se à falha na pistola usada para trocar o pneu logo na primeira parada, quando disputava o quinto lugar justamente com o piloto que acabou vencendo a corrida.

LEIA MAIS:


Perdendo terreno após a parada lenta, Massa optou por permanecer mais tempo na pista e, como isso, chegou à liderança quando os demais pararam. Assim, se tornou o primeiro piloto sem um carro Mercedes a liderar um GP neste ano. A Williams chegou a cogitar terminar a prova com apenas uma troca de pneus, aproveitando o ritmo ruim de Nico Rosberg e Lewis Hamilton, que tinham problemas no motor, para tentar manter-se em primeiro, mas o time desistiu. Para o piloto, a decisão foi acertada.

“Acho que a segunda parada era necessária porque eu comecei a perder aderência na traseira. Sabendo que a degradação do nosso carro não é pequena geralmente, eu estaria muito lento no final se não parasse.”

Mesmo depois de parar e voltar em sétimo, o brasileiro era o mais rápido da pista, ultrapassando Valtteri Bottas e Nico Hulkenberg até chegar no grupo que perseguia Rosberg de perto e era composto por Sergio Perez, Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel. O piloto da Williams, contudo, não conseguiu a ultrapassagem e acabou se chocando com Perez na última volta.

“Eu consegui colocar o carro do lado dele e iria passá-lo na freada facilmente, porque ele estava com muitas dificuldades com os pneus. Não foi um risco. Não fiz nenhuma loucura. Eu nem entendi por que bateu na hora, ele veio na minha direção. Foi até perigoso porque eu poderia ter acertado o Vettel”, afirmou o piloto, que se mostrou irritado com Perez.

“Não é a primeira vez que ele muda de trajetória assim. Inclusive já foi punido por isso. Vou conversar na reunião de pilotos e espero que ele aprenda.”

O mexicano foi considerado culpado pelo acidente, que gerou um impacto de 27 vezes a força da gravidade na Williams de Massa. Segundo os comissários, o piloto da Force India mudou de trajetória na freada, causando a batida. Com isso, Perez perdeu cinco posições no grid de largada da próxima prova, na Áustria, daqui duas semanas.

Para Massa, saiu barato. “Até achei que cinco posições foi pouco pelo que poderia ter acontecido”, declarou. “Fiquei um pouco zonzo na batida, mas estou pronto para a próxima. Deu tempo de pensar em tudo e achei que poderia ter machucado. Foi um impacto dos fortes. Honestamente, eu achei que fosse doer porque foi muito forte. Estou muito feliz por nada ter acontecido.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias