Massa lamenta escapada no início da prova: "podia brigar pelo pódio"

Piloto brasileiro acredita que sua Ferrari tinha ritmo para ter um resultado melhor que o sexto lugar na Hungria

Escapada prejudicou a corrida de Massa

Felipe Massa sentiu que poderia ter brigado pelo pódio no GP da Hungria, mas uma rodada ainda antes do primeiro pitstop acabou com suas chances de almejar seu melhor resultado do ano em Budapeste. O brasileiro terminou em sexto, após uma intensa briga com Nico Rosberg, que dirou por boa parte da prova.

Massa destacou ao TotalRace a dificuldade de tomar decisões em uma prova na qual houve momentos em que choveu, mas não o bastante para que os pneus intermediários fossem necessários.

“É difícil, porque a gente vê a chuva cair, está com pneu de seco, começando a escorregar, e não tem a certeza se a chuva vai parar ou aumentar. É uma decisão que pode nos levar para frente ou nos prejudicar. O que aconteceu comigo foi que tinha acabado de ultrapassar o Rosberg e ele colocou pneu de chuva. Continuei na pista, sofrendo, mas, depois de duas voltas, já estava seco. Na hora, a decisão tem que ser tomada. Pode ser a certa ou a errada e você não consegue ter certeza.”

>> >> >> >> >> >> >> >> >>
O piloto da Ferrari reconhece que teve um pouco de sorte na sua escolha, porque não dava para saber por quanto tempo choveria.

“Não é só sorte, você tem de fazer a coisa certa. É lógico que, olhando o tempo, você vê a chuva cair,e mas, na maioria dos casos, tem de analisar e ver a hora certa. Tem muita estratégia.”

Massa explicou que rodou porque escapou um pouco na entrada da curva. O piloto acredita que esse foi o lance que o tirou da luta pelo pódio.

“Eu entrei na curva e acabei encostando na linha branca, que parece ser de gelo. O carro perdeu a direção completamente. Meu companheiro saiu na minha frente três voltas antes no mesmo lugar por ter pego a linha. Isso tirou minha chance de lutar pelo pódio, o que era possível olhando o ritmo do carro com o pneu de pista seca. O tempo que perdi atrás dos carros mais lentos me tirou a chance de lutar pela posições na frente. Se não fosse isso, estaria brigando por uma ótima colocação.”

Algumas voltas antes, Fernando Alonso também tinha saído da pista e o brasileiro superou o companheiro. No entanto, o espanhol se recuperou logo em seguida.

“Ele me ultrapassou na reta usando a asa. Colocou de lado e conseguiu me ultrapassar, até porque eu vim por dentro para segurar minha posição, mas estava mais molhado. Ele freou na parte seca e me ultrapassou.”

(colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Hungaroring)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias