Massa se anima com Seleção e compara Fred com Rosberg

Com exclusividade, brasileiro comentou sobre a estreia do Brasil na Copa do Mundo: "Vi time forte e unido"

Mesmo longe da Arena Corinthians, onde o Brasil estreou na Copa do Mundo na última quinta-feira, Felipe Massa ficou ligado no jogo e gostou do que viu. Falando com exclusividade ao TotalRace em evento promocional em Viena, na Áustria, o brasileiro comparou Fred a Nico Rosberg e garantiu que jogar em casa pode fazer toda a diferença para a Seleção.

[publicidade]“Eu gostei muito do jogo, independente do fato de termos começado um pouco excitados demais. Acho que não era nem nervoso, era excesso de excitação por jogar diante da torcida – era mais vontade do que tranquilidade. Acabamos tendo um erro no começo e demos um gol para eles – e não culpo o Marcelo, que aconteceu de estar no lugar e na hora errados e a bola tocou em alguém, bateu nele e entrou”, comentou.

“O time estava querendo demais. Depois do gol, o time se tranquilizou. Houve alguns cruzamentos que, por sorte, não tinha ninguém para aproveitar, porque poderíamos ter tomado outro gol. Mas o Brasil foi mais forte que a Croácia e mereceu ganhar.”

Falando sobre o pênalti que resultou no gol da virada brasileira, Massa comparou a simulação do atacante Fred à manobra de Nico Rosberg para garantir a pole position do GP de Mônaco. Com a pole provisória, o alemão saiu da pista e causou bandeiras amarelas que impediram que o companheiro, Lewis Hamilton, melhorasse sua marca. Não se sabe, contudo, se a saída de pista foi proposital.

“Fred deu uma simulada e o juiz caiu. Isso acontece em outros esportes, até na Fórmula 1, como na classificação de Mônaco, quando Rosberg travou a roda e foi reto. Se foi de propósito ou não, só ele sabe, porque é fácil simular isso. O que aconteceu com o Brasil foi algo parecido. Quase erramos o pênalti, o goleiro quase defendeu”, lembra.

“Mas tivemos time para ganhar, fomos muito melhores do que eles. Vi um time muito forte e muito unido e fiquei bastante animado. Acho que é sempre importante começar forte, ganhando.”

Massa aproveitou ainda para salientar a importância de jogar uma Copa no Brasil. Afinal, o piloto foi pole position no GP do Brasil em três oportunidades, entre 2006 e 2008, e venceu em duas delas.

“É bom jogar em casa. Eu tive a felicidade de ganhar duas corridas correndo em casa e acho que isso mostra o quanto a energia de jogar em casa faz diferença. É difícil explicar por que, já que sempre queremos ganhar em qualquer lugar, mas é uma energia que funciona muito.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias