Massa vê a "melhor sexta-feira do ano" para a Ferrari

Terceiro nos treinos livres, piloto brasileiro afirma que carro está mais fácil de guiar do que em qualquer outro circuito até agora

Massa foi o terceiro nos treinos livres para o GP do Canadá

Felipe Massa saiu animado das primeiras sessões de treinos livres para o GP do Canadá. O brasileiro terminou o dia com o terceiro tempo, a pouco menos de cinco décimos do companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, mas frisou ao TotalRace que não utilizou os pneus super macios no final do treino.

“Brigar pela vitória é difícil dizer, mas acho que a gente está mais competitivo. Parece a melhor sexta-feira do ano. Isso mostra que a gente pode ir melhor aqui do que em todas as outras corridas do campeonato. Acabei não usando o pneu vermelho (super macio) porque saía e tinha bandeira vermelha. Aí enchi o tanque para ter uma ideia melhor para a corrida e acabei perdendo a simulação de classificação. Mas fiquei satisfeito e acho que a gente tem uma condição boa de guiar em relação às outras pistas.”

O desempenho do carro, junto das condições climáticas incertas para os próximos dias, fazem com que o brasileiro veja a possibilidade de somar muitos pontos no domingo.

“Tenho uma expectativa de brigar por bons pontos, ainda mais em um circuito em que parece que estamos mais competitivos e também porque talvez seja a corrida com mais possibilidade de chuva para o domingo. Vamos tentar fazer um bom trabalho para cobrir todas as possibilidades e fazer uma boa corrida.”

Massa chegou perto do muro em algumas oportunidades nos treinos livres, mas o piloto da Ferrari afirmou que é uma questão de encontrar o limite na sexta-feira para poder atacar o restante do final de semana.

“Estamos sempre buscando o limite da pista. Tem que passar perto do muro, como em Mônaco, em que a gente tem que grudar no muro para andar rápido. Aqui algumas curvas são assim e às vezes acaba encostando. Pode ser que não aconteça nada com o carro, dê só um beijinho, e outras vezes pode bater, como vimos com alguns carros hoje. Tem que encontrar o limite certo para, na classificação e na corrida, saber até onde pode ir.”

(colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Montreal)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias