McLaren admite que não sabe qual o problema que motivou abandono

Chefe da equipe, Martin Whitmarsh, garante que tudo será trocado no carro do Button para Cingapura após quebra em Monza

A McLaren admitiu que não sabe a causa do problema de alimentação de combustível que causou o abandono de Jenson Button no GP da Itália. O inglês era segundo colocado na prova e a equipe caminhava para sua primeira dobradinha no ano quando o carro simplesmente parou. “É uma experiência muito incomum. O que sabemos é que havia 50kg de combustível no carro, mas ele não estava onde queríamos, ou seja, sendo injetado para o motor”, descreveu o chefe da equipe, Martin Whitmarsh, à Sky.

O mais curioso é que o sistema de alimentação do combustível é o mesmo usado desde 2008 e, mesmo assim, a equipe não consegue determinar o que estava errado. “Não lembro da última vez nos últimos anos em que não conseguimos resolver [um problema]. O sistema de combustível tem um desenho que não tem sido mudado há cinco anos e é muito complexo.”

Whitmarsh garantiu, entretanto, que todas as peças que podem ter falhado foram trocadas e não espera ver a repetição do que aconteceu em Monza nas sete provas restantes do campeonato. “Como você poderia imaginar, não haverá nenhum componente usado no carro de Jenson em Cingapura, então provavelmente nunca veremos a repetição desse problema. Porém, não estamos satisfeitos porque não podemos dizer que sabemos exatamente o que aconteceu.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias