McLaren dá o troco e faz 1-2 na segunda sessão

Tempos despencam em Melbourne, enquanto a chuva ameaça cair, mas só assusta; Hispania coloca carro na pista pela primeira vez

Hamilton trava tudo em Melbourne: McLaren ditou ritmo na segunda sessão

Depois de a Red Bull dominar a primeira sessão de treinos livres, foi a vez de a McLaren encerrar a sexta-feira com o melhor tempo no circuito de Melbourne, palco do GP da Austrália de F-1, etapa de abertura da temporada.

A prática mostrou uma queda brutal nos tempos, com Jenson Button, vencedor dos dois últimos encontros, estabelecendo a melhor marca da sexta-feira em 1min25s854, 0s132 à frente de seu companheiro, Lewis Hamilton. Os dois foram os únicos a quebrarem a barreira de 1min26s.

Logo em seguida, apareceu Fernando Alonso, não muito distante com a Ferrari, a 0s147, com a melhor Red Bull em quarto, pilotada por Sebastian Vettel, apenas 0s013 atrás do espanhol bicampeão. Mark Webber, no outro RB7 do time austríaco, e Michael Schumacher, da Mercedes, fecharam o "top 6" do ensaio.



O melhor brasileiro desta vez foi Felipe Massa, que andou 0s935 mais lento que Button na sessão e deu uma escapada de pista. Duas posições atrás, em nono, ficou Rubens Barrichello, que também passeou fora do traçado com a Williams, bastante elogiado neste primeiro dia.

Na outra ponta da tabela, a Marussia Virgin não conseguiu se encontrar na pista, ficando a sete segundos de Button e correndo o risco real de não conseguir alinhar no grid de largada para a corrida do domingo, uma vez que ficou bem acima dos 107% do tempo do primeiro colocado. Já a Hispania, pela primeira vez, colocou seu carro na pista restando apenas dois minutos antes do término da sessão, o que foi motivo de festa nos boxes espanhois.

Como foi a sessão

A primeira meia hora da segunda sessão se mostrou bem diferente do treino inicial: com a ameaça de chuva e alguns pingos caindo nas lentes das câmeras onboard, todos foram cedo para a pista. A McLaren ditou o ritmo no começo com Hamilton, seguido de Rosberg, Button, Massa e Schumacher (quatro motores Mercedes entre os cinco primeiros), enquanto a Red Bull preferiu ficar nos boxes.

Já a segunda parte viu os pneus macios fazerem sua estreia e os tempos despencarem, com a McLaren ocupando o topo da tabela, quebrando a barreira de 1min26s. Alonso, Webber, Schumacher, Vettel e Massa vieram logo atrás. Ocorreram algumas escapadinhas, como as do brasileiro da Ferrari, além de Petrov e Sutil, que passearam pela caixa de brita.

A fase final começou com Barrichello visitando a parte de fora do circuito e pouca movimentação na tabela. Contudo, nos últimos dez minutos, a chuva passou a cair no circuito e algumas derrapadas foram detectadas, como a de Maldonado. Isso acabou definindo o resultado final da sessão, uma vez que, com pista molhada, os tempos não teriam evolução. Assim, o destaque maior da sessão foi a Hispania, que foi para a pista nos dois minutos finais com Liuzzi a bordo.

Neste sábado, acontece o terceiro treino livre a partir da meia-noite de Brasília, com a classificação marcada para as 3h, com exibição ao vivo do SporTV. A prática terá transmissão ao vivo pela Rede Globo.

Final:

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias