McLaren erra no acerto e estratégia e decepciona na classificação

Perez e Button só largam em 14º e 15º. Confira como foi a classificação de quem viu o top 10 de longe em Interlagos

A surpresa negativa da classificação para o GP do Brasil foi a McLaren, que larga apenas em 14º e 15º depois de errar no acerto e na estratégia para vencer a chuva de Interlagos. Confira como foi o treino para quem ficou de fora do Q3.

Paul Di Resta, Force India, 12º: “A chuva e as condições fizeram este ser um fim de semana muito difícil até agora. Só consegui fazer saídas muito limitadas na preparação para classificação. Isso nos fez ficar um pouco presos no set-up que decidimos antes do treino. Termos pista seca com as condições melhorando, pode nos ajudar amanhã.”

Valtteri Bottas, Williams, 13º: “O final de semana tem sido difícil para nós até aqui porque estamos com dificuldade de extrair o melhor de nosso acerto. Nosso carro parece ir melhor no seco, então o 13º lugar é um reflexo justo de onde estamos hoje.”

Sergio Perez, McLaren, 14º: “Talvez as pressões de pneus que usamos não estavam respondendo a contento. Não tinha aderência suficiente. Foi uma pena eu ter batido, porque estava dando tudo – foi uma batida pequena e o carro não ficou muito danificado.”

Jenson Button, McLaren, 15º: “Não saímos pela maior parte do terceiro treino livre para economizar pneus de chuva, o que parecia ser o melhor a fazer naquele momento, mas no final não foi a decisão certa. Estávamos com um acerto de pouca carga aerodinâmica, o que também não deve ter ajudado.”

Adrian Sutil, Force India, 16º: “No Q2 tivemos apenas uma oportunidade real para marcar tempo, que foi no início da sessão. Eu fiquei na pista para ver se a chuva parava um pouco, mas quando Perez sofreu seu acidente, as bandeiras amarelas vieram e eu resolvi parar. O maior problema foi a falta de aderência. Eu não tinha a confiança necessária para realmente ir ao limite.”

Pastor Maldonado, Williams, 17º: “Foi um dia duro, temos tido muita dificuldade em colocar temperature nos pneus traseiros. Com as condições como estavam hoje, não conseguimos tirar 100% do carro. Mas amanhã ainda temos esperança de estar no pódio.”

Charles Pic, Caterham, 19º: “Estava muito complicado, mas estou feliz com o resultado. Nosso objetivo era ficar na frente dos nossos competidores e conseguimos isso e ainda estamos com um jogo novo de pneus intermediários, então pode ser uma corrida fascinante.”

Giedo van der Garde, Caterham, 20º: “O equilíbrio do carro não estava dos melhores, mas acho que ainda havia mais por vir, não foi suficiente para o Q2 na classificação, mas sei que o que importa é a corrida. Vai ser muito tenso, mas estou animado.”

Jules Bianchi, Marussia, 21º: “Cometi um grande erro no final da minha volta rápida, então é desapontador porque estava próximo de Van der Garde. Então agora temos de permanecer positivos  para conquistar o resultado certo para a equipe.”

Max Chilton, Marussia, 22º: “Houve alguns momentos de arrepiar na classificação. Fiquei feliz com meu primeiro e terceiro setores, mas tive um pouco de dificuldade com o equilíbrio, mas deve ficar melhor na corrida e é isso que conta.”

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Jenson Button , Giedo van der Garde , Paul di Resta , Pastor Maldonado , Adrian Sutil , Sergio Perez , Max Chilton , Charles Pic , Jules Bianchi , Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias