Média de ultrapassagens cai pelo segundo ano seguido na F-1

Depois de recorde de 2011, primeira temporada de asa traseira móvel e pneus Pirelli, números vêm piorando

A temporada 2013 da Fórmula 1 teve uma no número de ultrapassagens em relação ao ano passado. Foram 988 manobras, contra 1.143 de 2012, que contou com uma etapa a mais. Este é o segundo ano em que a média caiu em relação à temporada anterior.

Em 2011, a Fórmula 1 deu um grande salto no número de ultrapassagens com a adição da asa traseira móvel e dos pneus Pirelli, com maior desgaste. A primeira temporada com esta combinação bateu o recorde histórico, com 1.152 trocas de posição e média de 60,63 por prova.

No ano seguinte, a média abaixou para 57,15 e, nesta última temporada, fechou o ano com 52. Marcado pelos problemas com pneus, o GP da Grã-Bretanha teve o maior número de ultrapassagens do ano, com 90, seguido pela etapa do Bahrein, com 88. Dentre os menos movimentados, Mônaco se destacou com 16 manobras e o GP dos Estados Unidos teve 22.

Sem a chuva que marcou a prova do ano passado, o GP do Brasil de 2013 teve um número bem menor de trocas de posição, mas ainda assim está acima da média. Em 2012, houve nada menos que 144 ultrapassagens em Interlagos. Neste ano, foram 66.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias