Mercedes admite vantagem, mas alerta para crescimento de Red Bull e Williams

Para chefe da equipe, Toto Wolff, times de Vettel e Massa mostraram ritmo muito forte na Austrália

Hamilton fez a pole, Rosberg dominou a corrida e a McLaren saiu da Austrália com a liderança dos construtores. Mas para o diretor executivo da Mercedes, Toto Wolff, sua equipe precisa mesmo é ficar de olho na Red Bull e na Williams.

“Temos uma margem em termos de performance, mas não é muita coisa", disse ao Planet-F1. “Se você olhar para onde a Red Bull foi, após ter tão pouca quilometragem nos testes, isso é um grande sinal de alerta para todos. Olhe para onde estavam duas ou três semanas atrás, no Bahrein. Por isso temos de ter muito cuidado. E não vimos Sebastian (Vettel) rodando com um carro rápido e confiável. Era de se esperar que ele, com sua experiência, fosse ainda mais rápido”, comentou, falando sobre o segundo lugar de Daniel Ricciardo, que depois acabou sendo desconsiderado por irregularidade no combustível.

"E na Williams, se você olhar para o ritmo do Valtteri (Bottas) antes da batida no muro  e novamente depois, é certeza de que teriam terminado no pódio. Então, eu não acho que podemos achar que temos um vantagem confortável”, considera Toto.

Segundo o executivo, o principal motivo para ficar de olho no crescimento das rivais é que este ano, com as novas regras, os carros se desenvolverão muito durante o ano. “Em uma temporada regular você tem dois segundos de curva de desenvolvimento, desde o início até o fim do ano. Mas com esses carros novos, a curva de desenvolvimento vai ser ainda mais acentuada. Por isso, uma vantagem pode rapidamente desaparecer em algumas corridas. Se olharmos para a Red Bull e sua curva de desenvolvimento, então, é fenomenal o que eles conseguiram".

Seguindo esta linha de raciocínio, Toto Wolff não considera que seria um fracasso perder o campeonato este ano, após começar tão na frente dos rivais. “Tivemos a primeira corrida, vencemos e isso é importante. Mas falar que somos favoritos é forçar muito. Eu não vejo que temos uma grande vantagem, para ser honesto, porque você pode ter um DNF (não terminar a corrida) e, então, você perde pontos e já vê a McLaren liderando o Campeonato de Construtores”, definiu.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias