Mercedes diz que falta transparência entre seus pilotos

Toto Wolff acredita que time perdeu a primeira fila na Áustria para a Williams por rivalidade interna

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, reconheceu que o nível de transparência entre os companheiros da equipe e rivais pelo título Lewis Hamilton e Nico Rosberg “sofreu” durante o GP da Áustria e indicou que a crescente rivalidade interna foi um dos fatores que permitiu que a Williams conquistasse as duas primeiras colocações no grid.

“Nossa maior prioridade deve ser deixar os dois competirem entre si – não queremos interferir de fora e manipular isso de alguma forma”, disse Wolff após mais uma dobradinha. “No entanto, após o terceiro treino livre, não estávamos em uma grande posição e o clima não era o mesmo das outras provas: estamos vendo que as coisas estão ficando competitivas, que a transparência está sofrendo um pouco e precisamos nos assegurar que isso não atrapalhe o time.”

Wolff se refere ao fluxo de informações entre as equipes de engenheiros que trabalham com cada um dos pilotos. “Precisamos que o grupo todo trabalhe junto. A questão não é vencer as próximas provas, mas continuar competitivo nos próximos anos. Para isso, precisamos aprender a cada etapa, e só conseguiremos aprender se tivermos uma maneira aberta e transparente de trabalhar.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias