Mesmo após evolução, McLaren não terá vida fácil, crê Neale

Diretor esportivo da equipe destaca crescimento nas últimas duas etapas, mas não vê motivos para Hamilton e Button dominarem

A McLaren deu fortes sinais de que renasceu no campeonato após o segundo lugar de Jenson Button no GP da Alemanha e a vitória dominante de Lewis Hamilton na etapa seguinte na Hungria. Mas o diretor esportivo da equipe, Jonathan Neale, não espera que a equipe tenha o carro a ser batido daqui em diante.

“Acho que provavelmente fomos superados na época da Páscoa por alguns de nossos competidores, e agora os superamos em junho. Ainda não dá para saber o que vai acontecer após o desenvolvimento de julho e agosto, mas com apenas um ou dois décimos separando os 10 primeiros, ainda é muito marginal”, afirmou Neale.

“Acho que os upgrades que levamos para a Alemanha e Hungria definitivamente restauraram nosso nível de competitividade, mas não podemos nos satisfazer. Temos motivos para acreditar que estamos progredindo, mas a corrida foi muito apertada [na Hungria]. A temporada será longa e dura para todos.”

O diretor elogiou ainda a melhora dos pit stops da equipe, que agora detém o recorde histórico da F-1.

“Estou feliz pela maneira como a equipe de corrida superou a questão dos pit stops. É bom ter pits rápidos, mas estamos focando na consistência. Não faz sentido ter uma parada de 2.31 como a mais rápida e depois fazer outra de 6, 8s, cheia de problemas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias