Mesmo com simulador, Vettel e Webber evitam previsões

Dupla da Red Bull destaca velocidade e alto desgaste dos pneus, mas prefere chegar na Índia para saber se RB7 se dará bem

Vettel vai atrás da 11ª vitória

Sebastian Vettel pode até ter dado várias voltas no simulador para aprender o traçado do GP da Índia, mas confessa que, por enquanto, não há muitas conclusões a chegar. O alemão da Red Bull brinca com seu conhecimento sobre o palco que estreia neste final de semana.

“Quando chegarmos à Índia, já terei feito várias voltas no simulador. O que sei até aqui é que a pista tem 5.14km e está na cidade industrial de Noida, a cerca de 50 minutos de carro de Nova Déli. A pista é uma combinação de curvas lentas e retas rápidas, que fluem de uma a outra.”

Vettel chamou a atenção ao sobe e desce da pista indiana, assim como a velocidade média alta que as equipes projetam para o circuito.

“A diferença de altitude é extrema, como Spa ou Turquia, o que dará um outro elemento à pilotagem. Estamos esperando a segunda maior média de velocidade, depois de Monza. Isso significa que, com a média de 235km/h, devemos ter várias chances de ultrapassar.”

O companheiro do bicampeão, Mark Webber, destacou o desgaste dos pneus. Neste final de semana, serão usados os duros e os macios.

“Fizemos um bom trabalho no simulador, mas considerando zebras ou outros detalhes, diria que fizemos 85% do trabalho de compreensão da pista. No simulador, parece que é uma pista que flui bastante, muito recompensadora. Vai estar muito quente, o que deve ser um desafio para os pneus.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Mark Webber , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias