Mesmo na 'segunda casa', Button espera vida dura para a McLaren

Com várias referências ao Japão em sua vida profissional e pessoal, piloto enche palco da próxima etapa de elogios

São várias as referências japonesas na vida de Jenson Button – desde os anos pilotando pela Honda, passando por tatuagens e até a noiva, Jessica Michibata. Mas, mesmo se declarando para o país e a pista de Suzuka, palco da 15ª etapa do campeonato, no próximo final de semana, o inglês reconhece que não espera uma grande performance da McLaren.

[publicidade] “Suzuka é como uma segunda casa para mim. O Japão é um lugar tão especial e minha vitória em 2011 realmente se destaca para mim pessoalmente. Também é um dos melhores circuitos do ano: um verdadeiro desafio, que não perdoa os erros, o que faz com que seja recompensador quando você acerta. Para mim, os esses são a melhor sequência de curvas do mundo”, crava o campeão de 2009. “Porém, como é uma pista de alto downforce, mesmo que nós estejamos desenvolvendo o carro, vai ser complicado para nós.”

Button poderá passar um pouco de sua experiência para o companheiro Kevin Magnussen, que faz sua estreia em Suzuka.

“Mal posso esperar para chegar lá!”, garante o dinamarquês. “Estou animado para pilotar em curvas sobre as quais sempre ouvi falar. Depois de Cingapura, espero que as condições no Japão não sejam tão difíceis”, disse o piloto, que sofreu queimaduras e desidratação depois que o isolamento térmico de seu cockpit não funcionou a contento na última etapa.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias