Mesmo segundo, Alonso crê que relação de forças não mudou

Espanhol lembra que ocupou a mesma posição na sexta-feira em Cingapura e terminou a "anos-luz" de Vettel

Alonso foi o segundo nos treinos livres em Suzuka

Fernando Alonso demonstrou um misto de otimismo e cautela após ter se classificado em segundo nos treinos livres para o GP do Japão. Como a Ferrari não tem novidades no carro, o espanhol se surpreendeu com o ritmo do carro, mas lembrou que os resultados de sexta-feira podem ser irreais.

“O carro foi muito bem hoje, mas tem de esperar. Acho que também fomos segundo em Cingapura e, na corrida, estávamos a anos-luz do primeiro”, lembrou o bicampeão, que ficou a 0s2 de Sebastian Vettel na ocasião e terminou a corrida mais de 55s atrás.

“Nosso carro é idêntico ao que tínhamos em Cingapura. Red Bull e McLaren trouxeram melhoras. Portanto, se conseguirmos nos colocar entre eles seria uma ótima notícia, mesmo sabendo que não será nada fácil na corrida, que vamos sofrer.”

Apesar de ter visto a McLaren até mais forte que a Red Bull em alguns momentos, Alonso não acredita que a relação de forças vá mudar muito.

“Na primeira sessão, a McLaren esteve talvez mais forte que nunca, diria até que mais forte que a Red Bull vendo os tempos. Portanto, temos de esperar. Hoje é muito difícil tirar conclusões e não creio que a situação de sempre tenha mudado.”

Ainda que Suzuka seja um circuito tradicionalmente de difícil ultrapassagem, o piloto da Ferrari não acredita que a classificação será fundamental.

“Não acredito que a classificação será tão decisiva, mas seria importantíssimo largar entre os primeiros. Tomara que tudo dê certo na classificação de amanhã.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias