Mesmo surpreendido por Rosberg, Bottas chega a quinto pódio

Piloto finlandês da Williams foi o piloto que mais se aproximou das Mercedes no GP da Rússia

Valtteri Bottas chegou a acreditar que poderia lutar com Lewis Hamilton pela vitória do GP da Rússia, mas teve de encarar a realidade: a Williams não tinha ritmo para acompanhar as Mercedes. O finlandês acabou surpreendido por Nico Rosberg e terminou em terceiro.

[publicidade] “Quando meus pneus traseiros começaram a acabar e Lewis estava mantendo seus tempos de volta, eu percebi que seria difícil pensar em vitória. Depois Nico me surpreendeu pelo lado de dentro – eu não esperava que ele estivesse lá – e tirou minha segunda posição. Eu fiquei esperando que os pneus dele se desgastassem, mas isso nunca aconteceu.”
 
Bottas admite que, se tivesse segurado Rosberg, poderia ter chances de terminar em segundo, apesar de achar essa possibilidade difícil.

“Se eu tivesse antecipado que Nico estaria ali eu poderia ter bloqueado por algumas voltas, mas, eventualmente ele me passaria, pois eles tinham um ritmo muito melhor. Mas não sei, precisamos analisar para ver o que poderíamos ter feito melhor. Eu não consigo ver uma corrida como essa acontecendo em nenhum outro lugar. Talvez seja o asfalto. Pelo menos é bom saber disso para o ano que vem”, afirmou Bottas, referindo-se ao fato de Rosberg ter feito praticamente toda a prova com o mesmo jogo de pneus.
 
Por fim, o finlandês aproveitou para elogiar a estrutura do novo circuito em Sochi. “Não tenho nada de ruim para falar sobre esse lugar. A pista é incrível, os fãs, as instalações... dá para ver que houve um grande esforço para ter a corrida aqui. Estou animado para voltar ano que vem.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias