Montezemolo deixa a presidência da Ferrari após 23 anos

Anúncio foi feita na manhã desta quarta-feira. Sergio Marchionni, presidente do grupo FCA, será seu substituto

A Ferrari viveu seu período de maior sucesso com Montezemolo no comando
O que estava desenhado desde o final de semana do GP da Itália em Monza acabou confirmado na manhã desta quarta-feira: Luca di Montezemolo deixou a presidência da Ferrari após 23 anos.

[publicidade] Em um comunicado oficial, o italiano afirmou ter feito isso para deixar a empresa nas mãos do administrador do grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles) Sergio Marchionni num momento de entrada da empresa na bolsa de valores de Nova York. Montezemolo também agradeceu ao apoio dos funcionários da empresa e dos torcedores da equipe de Fórmula 1, "que nunca deixaram de apoiar a Scuderia mesmo nos momentos difíceis".

após o final de semana ruim em Monza, cobrando resultados e mudanças no time. “Uma coisa é vender carro e ter resultados, outra bem diferente é a parte essencial do que fazemos – não os mercados, mas sermos vitoriosos na Fórmula 1. Isso não é negociável e continua sendo um objetivo muito claro”, afirmou Marchionni.

Apesar da ausência de títulos desde 2008, foi com Montezemolo na presidência que a Ferrari viveu seu período de maior sucesso na história. Foram oito títulos de construtores e seis de pilotos obtidos no período. Sua atuação no mercado de automóveis também é digna de nota, revertendo em lucro uma operação que era deficitária.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias