Na casa da Ferrari, Vettel bota meio segundo na concorrência

Alemão crava a pole position em Monza e divide a primeira fila com Hamilton; Massa é sexto, com Senna em décimo e Barrichello em 13°

Sebastian Vettel em Monza (Reprodução)

Não foi desta vez que a Red Bull perdeu o posto de carro mais rápido na tomada de tempos da F-1 em 2011. Em Monza, pista que o time temia ser superado pela McLaren, Sebastian Vettel colocou quase meio segundo na concorrência.

O alemão, atual campeão e líder do campeonato, liderou duas das três partes do treino, cravando a melhor volta da sessão em 1min22s275, dividindo a primeira fila com a McLaren de Lewis Hamilton, o único que chegou a ameaçar, ao terminar na frente o Q1.
 
A equipe inglesa mostrou que tem um carro rápido e colocou seu outro piloto, Jenson Button, em terceiro, à frente da equipe da casa, a Ferrari, que viu Fernando Alonso ser quarto e Felipe Massa, o melhor brasileiro, acabar em sexto. Entre os dois, ficou Mark Webber, da Red Bull.
 
Outras duas equipes formaram o "top 10". A Renault, com Vitaly Petrov em sétimo e Bruno Senna (que passou para a fase final no limite e não participou da última fase para poupar pneus) em décimo, e a Mercedes, com Michael Schumacher em oitavo, uma posição à frente de Nico Rosberg.
 
Rubens Barrichello, por sua vez, foi o melhor piloto da Williams ao marcar o 13° tempo, ficando bem à frente de Pastor Maldonado. O venezuelano protagonizou a cena do dia ao bater pouco antes de entrar nos boxes, danificando o bico do carro.
 
O GP da Itália de F-1 terá 55 voltas e está marcado para as 9h (de Brasília), com transmissão ao vivo pela Rede Globo e pelas Rádios Jovem Pan, Bandeirantes, Globo, CBN e Estadão/ESPN.
 
Grid de largada:
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias