"Nada mudou no carro desde a Espanha", dispara Alonso

Mesmo tendo "voltado à normalidade" no GP da Alemanha, Ferrari sofre com falhas no desenvolvimento

Se a falta de rendimento do final de semana do GP da Grã-Bretanha serviu para acender o sinal amarelo na Ferrari, a prova seguinte, na Alemanha, acabou colocando a equipe de volta nos trilhos. Após o segundo lugar em Silverstone, Fernando Alonso havia chamado a atenção para a falta de ritmo do carro, algo que o resultado em si não mostrava. Por outro lado, agora o ferrarista acredita que a equipe retomou o caminho.

“O carro foi mais ou menos bem na Alemanha. Em Silverstone, entendemos algumas coisas que havíamos introduzido no carro e tinha feito com que o desempenho piorasse um pouco. Voltamos um pouco às configurações e às peças aerodinâmicas mais conhecidas de corridas anteriores e o carro voltou a se comportar de maneira mais competitiva, voltando à normalidade.”

Porém, mesmo essa normalidade não permitiu que o espanhol brigasse pela vitória em Nurburgring. Segundo o piloto, que venceu a terceira e a quinta etapas do ano, isso se deve à falta de desenvolvimento do carro.

“Basicamente nada mudou no nosso carro [da Espanha, em maio, para a Alemanha]. Esse é o motivo principal. Tínhamos um carro competitivo, mas introduzimos algumas peças que não deram o resultado esperado. Os outros deram passos adiante e ficamos um pouco para trás, por isso estamos sofrendo desde Mônaco. É uma boa notícia que voltamos ao normal depois de Silverstone, mas temos de melhorar.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias