"Não acho que definição vai demorar muito", diz Massa sobre futuro

Ligado à Williams, brasileiro garante que não será pagante: "Não preciso de patrocinador para me quererem"

Em meio a especulações que o ligam à Williams, Felipe Massa garantiu que ainda não tem seu futuro definido, mas deixou seu recado: “Não vou para uma equipe por meus patrocinadores, e sim por minha experiência e pelo que mostrei em minha carreira.”

O brasileiro reconheceu ao TotalRace, no entanto, que espera anunciar sua equipe para a próxima temporada em breve.

“Converso com algumas equipes, inclusive a Williams, mas não é a hora certa de falar. Quando for o momento certo, vou falar. Não acho que vai demorar muito, espero ter uma definição o mais rápido possível. Cinco ou dez dias não vão fazer a diferença, e sim achar o melhor caminho. Várias agências de notícias escrevem diversas coisas sobre mim há muitos anos. Isso não muda nada.”

A única certeza de Massa no momento é de que sua experiência é suficiente para atrair a atenção das equipes – e não seu dinheiro.

“Não sou um piloto pagante. Não vou para uma equipe por meus patrocinadores, e sim por minha experiência e pelo que mostrei em minha carreira. Não acho que preciso dizer para uma equipe que tenho um patrocinador para eles me quererem. Espero encontrar uma equipe que me queira pelo que eu sou e não pelo meu nome.”

O piloto brasileiro também destacou que as performances nas últimas quatro etapas do ano não serão decisivas. “Não acho que uma corrida vai definir o futuro de um piloto que está na Fórmula 1 há muito tempo. É lógico que é sempre bom estar andando o mais à frente possível em qualquer tipo de situação. A última corrida é importante, mas não é isso que define.”

Massa também falou sobre sua atual relação com a Ferrari, após ter desrespeitado uma ordem da equipe para ceder posição a Fernando Alonso na última prova, no Japão. O piloto garantiu que não há problemas e disse que segue com a intenção de ajudar o time a selar o vice-campeonato de construtores.

“Está tudo em paz. Vou continuar tentando fazer o melhor para meus resultados e também fazer o maior número de pontos possível para a equipe, que continua lutando para ficar em segundo no campeonato.”

Questionado sobre qual seria a maior ameaça para a Ferrari – a Lotus tirou cerca de 30 pontos nas últimas provas, enquanto a Mercedes teve problemas – Massa destacou o time alemão.

“A Mercedes é a equipe que está mais próxima de nós e não conseguiu ter o resultado que deveria nas últimas etapas, mas tem um carro rápido. Ainda é a equipe mais perigosa.”

A Ferrari soma 297 pontos, 10 a mais que a Mercedes e 33 a mais que a Lotus.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias