“Não faz sentido”, diz Montoya sobre projeto da Haas na Fórmula 1

Piloto na principal categoria do automobilismo de 2001 a 2006, colombiano não acredita em projeto de Gene Haas

Juan Pablo Montoya disse não ter fé no projeto da equipe Haas, presente na Nascar, para entrar na Fórmula 1 dentro dos dois próximos anos. Para ele, a mentalidade do negócio deveria ser alterada para que saísse de fato do papel e tivesse longevidade.

"Você não pode nem mesmo chamá-los de loucos, porque não faz sentido”, dispatrou o piloto da Penske.

"Você não vai conseguir que as pessoas da Inglaterra para se desloquem para Charlotte."

Montoya, que neste ano voltou à IndyCar depois de algumas temporadas na Nascar, também ressaltou que a Fórmula 1 não deveria virar demais as costas para a Europa.

"Eu acho que a Fórmula 1 tem de ter cuidado para não descartar demais a Europa", acrescentou.

"É lá que os fãs estão; onde os fãs de automobilismo estão. Não seria bom continuar saindo para da Europa. Eu sei que os outros lugares dão mais dinheiro para que a categoria vá, mas se você tirar o GP da Grã-Bretanha ou o da Espanha, não seria bom.

"Há um monte de grandes corridas, e você não quer estragar isso."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias