"Não quero nenhuma assistência", dispara Webber

Mesmo precisando de uma combinação de resultados para ser vice-campeão, australiano diz descartar possível ajuda de Vettel

Mark Webber

Em entrevista concedida no fim da manhã desta sexta-feira em Interlagos, Mark Webber afirmou não querer ajuda de Sebastian Vettel na briga pelo vice-campeonato.

O australiano é o quarto no campeonato com 233 pontos, 12 a menos que Fernando Alonso e 22 atrás de Jenson Button. Com 25 pontos em jogo, o australiano precisa torcer por uma combinação de resultados e não depende só de si para ser o vice.
 
"É claro que quero vencer por mim mesmo. Não acredito. Não quero nenhuma assistência, quero uma corrida normal. O vice não me importa, ninguém lembra quem foi o vice em 2003, você lembra?"
 
O australiano comentou seus principais problemas na temporada, a largada e a adaptação aos pneus. "Largada foi um deles, com certeza. Algumas vezes foi por minha culpa, outras não. Mas nas últimas provas as largadas foram melhores, então estamos evoluindo".
 
"Já o problema na adaptação aos pneus já foi solucionado. Estou me sentindo muito bem com eles, especialmente nos domingos. Nos sábados, ainda preciso trabalhar um pouco, mas estã melhorando. Estou de olho nisso para o ano que vem."
 
Vencedor em 2009, Webber acredita que a Red Bull pode vencer pela terceira vez seguida em Interlagos: "Tudo pode acontecer, vimos o que Sebastian teve na última prova. É claro que temos uma boa chance de ir bem, vencemos as últimas duas corridas aqui, eu em 2009 e Sebastian em 2010. Então, tenho boas memórias daqui, adoro competir aqui, amo o público daqui, porque eles amam Fórmula 1. Quando você está no grid pode perceber isso, é um dos melhores desfiles de pilotos."
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Mark Webber
Tipo de artigo Últimas notícias