"Não tinha dúvida de que Vettel não me passaria", diz Raikkonen

Novo vice-líder lamenta falta de ritmo em classificação: "com um sábado melhor, poderia lutar pela vitória"

Feliz pelos pontos tirados em relação a Vettel, mas frustrado por, mais uma vez, não conseguir ter o mesmo ritmo da corrida na classificação. O novo vice-líder do campeonato, Kimi Raikkonen se mostrou decepcionado com o segundo lugar no GP da Hungria, mesmo após largar em sexto. Afinal, com um sábado melhor, acredita que poderia ter lutado pela vitória.

“Continuo dificultando minha vida aos sábados, o que não é bom, mas tomamos uma boa decisão ao parar uma vez a menos para ultrapassar alguns rivais”, apontou o finlandês. “Infelizmente, ontem foi um dia difícil e acabamos não lutando pela vitória. Mesmo assim, ficar na frente de Vettel é melhor do que nada.”

O piloto da Lotus aguentou bem a pressão do líder do campeonato nas voltas finais e, mesmo com os pneus bem mais velhos, afirmou que não tinha dúvidas de que se manteria à frente.

“Foi apertado com Seb, mas no final deu tudo certo e conseguimos um bom resultado. Achava que os pneus estavam bons e que ia conseguir ir até o final, e só nas últimas duas voltas a performance caiu bastante. Mesmo assim, não tinha dúvida de que ele não me passaria, pois eu era muito rápido no último setor e sabia que ele não teria chance nas duas primeiras curvas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias