Nasr reclama do equilíbrio do carro com pneus supermacios

16º, piloto brasileiro consegue se classificar à frente do companheiro de equipe Marcus Ericsson pela primeira vez desde a Áustria

Apesar de ter sido cortado no Q1, Felipe Nasr venceu pela primeira vez desde junho o duelo de classificação de seu companheiro de equipe. O brasiliense, porém, esperava que conseguisse largar mais à frente.

"Como equipe nós esperávamos concluir a classificação algumas posições mais para cima”, falou Nasr, que foi o 16º no grid.

“Tenho lutado muito para fazer os pneus funcionarem bem. Esta tem sido a minha principal limitação com os pneus supermacios.”

“Foi difícil ter um bom equilíbrio no carro, e parece que todos conseguiram mais ritmo com a evolução pista. Nós também tivemos muita gente próxima. Agora vou me concentrar na corrida de amanhã."

17º, Marcus Ericsson ficou chateado com sua performance no treino. "Foi uma classificação decepcionante para mim, especialmente depois do TL3.”

“Nós com certeza estávamos esperando mais. O Q1 foi muito apertado. Eu tive um pouco azar com o tráfego, o que comprometeu o meu desempenho.”

“Agora precisamos analisar o que poderíamos ter feito de forma diferente e aprender com isso. Nós vamos começar a corrida atrás, o que não é ideal para uma pista de rua. Mas amanhã é um novo dia. Vamos lutar."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Sub-evento Sábado classificação
Pista Singapore Street Circuit
Pilotos Felipe Nasr
Equipes Sauber
Tipo de artigo Últimas notícias