Nasr: "Talvez até o fim do ano eu consiga testar um Fórmula 1"

Recém-confirmado paraa estrear na GP2 em 2012, brasileiro admite que conversou com Ferrari e McLaren

Nasr é o atual campeão da F-3 Britânica

Confirmado pela atual campeã DAMS para estrear na GP2 na temporada de 2012, Felipe Nasr esteve em São Paulo nos últimos dois dias participando de eventos e entrevistas. Na sede do Banco do Brasil, patrocinador que o ajudou a conseguir a vaga, o brasiliense demonstrou confiança em sua aproximação da Fórmula 1.

Após o título incontestável da F-3 Britânica, a segunda posição no Masters de Macau e a terceira colocação nas 24 Horas de Daytona, o brasileiro deixou de ser observado para ser procurado. Foi o necessário para que boatos surgissem, como os contatos das equipes Ferrari e McLaren para que ele se unisse aos seus programas de pilotos. Nasr confirma o interesse dos dois times. "Sim, conversamos. Talvez até o fim do ano eu consiga testar um Fórmula 1".

Nasr já teve a oportunidade de entrar no programa de desenvolvimento da Red Bull, convite que rechaçou por acreditar que diminuiria suas possibilidades de ter uma equipe competitiva na categoria máxima do automobilismo. Em 2009, após o bem sucedido ano na Fórmula BMW, foi convidado por Helmut Marko. Tendo a opção de se juntar a Steve Robertson, empresário de Kimi Raikkonen, Nasr disse não a Marko.

“Isso foi uma coisa que contou [para não estar preso a um só time], mas não foi só isso. Primeiro que se eu tivesse feito um contrato com essas equipes eu estaria preso a eles, não teria opções para fazer por mim mesmo, de negociar com empresas brasileiras. Isso depende das pessoas que estão envolvidas aqui. De repente não teria nenhuma marca brasileira comigo."

"Mas hoje para entrar na F-1 esses programas realmente ajudam. Acho que no futuro posso entrar na F-1 através de um ou por outros caminhos. Não acho que seja o fim do mundo não ter um programa desses, mas quem sabe aparece algum daqui para a frente", finaizou Nasr, que viaja para a Europa na terça-feira. O piloto guiará o carro da GP2 na semana de testes coletivos a partir de 28 deste mês, em Jerez de la Frontera.

Falando sobre seu novo desafio, o piloto deixou claro que terá muitas dificuldades para derrotar o experiente companheiro, Davide Valsecchi, que disputa a competição pelo quarta vez. "Ele é o favorito ao título. Quando começou a correr na GP2 eu começava a andar em monopostos".

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias